Em 1989 ingressei no mundo da ilustração, a princípio trabalhei numa pequena editora fazendo ilustrações, vinhetas, logotipos, projetos gráficos e past-up (uma ferramenta gráfica que já não se usa mais). O que sustentava essa editora eram os ditos “jornalzinhos” de empresas ou, para ser mais profissional, os house organs. Ali, os editávamos aos montes, praticamente um por dia, de quatro a oito páginas.


Um ano depois, quando passei a trabalhar num famoso jornal, aprendi muito sobre o ofício da ilustração e ainda muito mais sobre o design gráfico. Na prática do dia a dia aprendi sobre cores, técnicas de impressão, diagramação, tipologia, papel, edição, etc.


Foi nessa etapa da minha vida profissional que o computador passou a fazer parte das artes gráficas e tudo mudou a partir desse ponto. Nosso ofício ficou mais rápido, a produção foi bem agilizada. Confesso que relutei um tempo... Como desenhar com o mouse? Afinal, na época, tablets, cintiqs e que tais nem passavam pela nossa cabeça... No entanto, um dia fiz um desenho que ficou bom e desde então é assim que eu trabalho: desenhando com o mouse.


Depois que sai do jornal, trabalhei em outras empresas como ilustrador e designer gráfico e, paralelamente, seguia realizando trabalhos também como free lancer, o que fez com que conhecesse diferentes realidades profissionais.


Em 1999 quis enveredar por outro caminho dentro das artes gráficas: os quadrinhos (uma vocação que me acompanha desde a infância). Houve um intervalo entre essa vontade e o primeiro quadrinho que publiquei mas, ele aconteceu e cheguei até este momento com bons trabalhos como quadrinista. Em 2014, completei dez anos de carreira nessa área (caso queira conhecer a linha do tempo e mais detalhes dessa história, clique aqui).


Com o conhecimento técnico que fui acumulando, a partir de 2008 passei também a prestar assessoria para quadrinistas independentes, no sentido, de contribuir para dar formatação às suas histórias, cuidando do visual, da concepção de capa e contracapa, editoração e demais etapas que antecedem o envio da HQ para a impressão numa gráfica.


Tudo que tenho aprendido me ajuda a compor meu repertório profissional. Não me canso de experimentar,  aprender, desenvolver-me e explorar novas possibilidades. Principalmente, numa era de tantos recursos.


Will

aportou na Terra em São Paulo em 02.04.1961
56 anos de
vida
28 anos de carreira como Ilustrador e Designer
13 anos de carreira como
Quadrinista
Versões estendidas…